Os homens e os esmaltes da Risqué

Faltou pesquisa de mercado e uma boa redação!

Polêmica da nova coleção de esmaltes da Risqué demonstra como o empoderamento feminino está em pauta.

Um produto feminino inspirado em atitudes dos homens que influenciam na cor de esmalte que a mulher vai usar. Quando comecei a ler a descrição dos esmaltes, pensei que poderia ter o nome de uma mulher, mas quem sabe poderia se desenvolver como boa ideia. Na verdade, a ideia foi “boa”, mas a redação “falhou”. Bem, já não sei mais. Quando o primeiro esmalte fala que o André fez o jantar, dá aquela ideia de parceria, de poder ficar com as unhas feitas mais um tempinho porque o cara ajudou (mas isso não deveria ser exatamente algo para surpreender uma mulher).

risquehomens

 Convenhamos, se a publicidade dos produtos de limpeza é praticamente toda voltada para as mulheres (tanto é que “as mulheres brilham” para a Bombril), um cosmético poderia abordar essa temática de forma diferente, não é? Homens que fazem a diferença são importantes sim, pois conseguem visualizar a necessidade da vida em conjunto, enxergam as qualidades das mulheres e dividem as tarefas. O problema é falar dos “pequenos gestos diários do homens” como se isso fosse algo tão importante a ponto de influenciar na cor do esmalte. Acho que queriam abordar mais o lado romântico, baseado no antigo lado galanteador que mudaria a vida das mulheres.

As mensagens abordam as mulheres como se estivessem à espera:

  • “O André fez o Jantar” (na verdade, essa foi surpresa. Ela nem esperava, afinal, é tão incomum um cara fazer o jantar. Nesse caso parece uma mulher casada/moram juntos e, de repente, ele resolveu ajudar ou fazer algo romântico. Se ele lavar a louça para manter seu esmalte, aí sim, vamos aplaudir).

  • “Esperando a mensagem do Fê” (tanto homem quanto mulher apaixonada gosta de ter retorno, isso é certo). O problema não é isso, é o fato de estarmos num momento de empoderamento feminino. Os homens que fazem diferença são aqueles que respeitam, que compartilham, dizem eu te amo, mas praticam o “eu te amo” também.

  • “Guto fez o pedido. Lindo e cheio de graça. Arrasa por onde passa.” É a mulher esperando o pedido de casamento (coisa antiga, mas ainda tem muita moça esperando sim). Primeiro, eu não entendi a chamada com a descrição do Guto. Nada com nada e ainda lembrei da garota de Ipanema. Depois, pequeno gesto de assumir que quer construir uma vida ao lado de uma mulher? Bom, agora vamos falar de empoderamento feminino?

  • João disse eu te amo e a mulher já acha que é o homem da vida dela. Tá, acho que estão falando do primeiro amor. Será? Ou da dificuldade que os homens têm de dizer eu te amo? Ou esse é um pequeno gesto?

  • “Leo mandou flores” e conquistou a mulher. Para não perder a chance de ser mais clichê, tinha que ser um buquê de rosas. Será que as mulheres ainda são conquistadas com flores hoje em dia? Olha, é legal ganhar flores! Esse pequeno gesto faz uma diferença no dia, alegra sim. Sentir-se lembrada e amada é bom sim. Mas, vamos falar do poder das marcas e do empoderamento feminino? E o que tem isso a ver com o esmalte?

  • “Zeca chamou pra sair”. Pra terminar a lista dos esmaltes: um esmalte preto que faz a menina vestir um cinza curinga. E? Poxa gente, ela nem acredita que ele a convidou. Essas coisas acontecem mesmo. Muitas vezes vibramos quando a pessoa de quem gostamos presta atenção em nós. Mas isso é nome de esmalte? Que esmalte você vai usar? O André pra sair com o Zeca? Uma dúvida: você pinta as unhas pensando em homem? É uma dúvida mesmo viu gente! 🙂

E para piorar, a mulherada não deixou por menos nos trocadilhos: #risquehomens está bombando na rede!

Homens riscados por aí:

 Ai gente, faltou mesmo pesquisa de mercado. Vamos considerar que a cabeça das moças está mudada!

Criação que está circulando pela rede, dessa vez inspirada nas “mulheres fodas”.

mulher foda